Senac

Santa Catarina

Abre e fecha menu
O Observatório contará com um site para monitoramento de indicadores, compartilhamento de informações e dados da cadeia produtiva, e uma área específica para acompanhamento das 242 ações prioritárias propostas no relatório. As informações foram levantadas nas 12 Instâncias de Governança do Turismo, contemplando 184 municípios, e estão divididas em gestão, governança, infraestrutura, inovação, legislação e qualificação.

Alinhada às diretrizes da política nacional do setor, a iniciativa coordenada pelo Sistema Fecomércio SC visa integrar as regiões turísticas para fomentar a sustentabilidade da atividade em Santa Catarina.
"O Estado é um dos primeiros a tirar o projeto do papel. As ações elencadas pelas instâncias serão norteadoras para criação de políticas públicas, financiamento de projetos e ações de fortalecimento da cadeia produtiva. Por meio do Observatório será possível visualizar as demandas e execução das ações de forma sistêmica”, pontua o presidente do Sistema Fecomércio SC, Bruno Breithaupt.

"Santa Catarina tem potencial para atrair o turista o ano todo. O Estado precisa é estar preparado para proporcionar a melhor experiência e por isso é fundamental essa rede de cooperação. O Turismo Catarinense em Movimento foi o pontapé para algo que é muito maior. A partir de agora é preciso profissionalizar todo o trade turístico para desenvolver social e economicamente a cadeia produtiva do setor”, reforça o diretor regional do Senac SC, Rudney Raulino.

O documento será entregue ao Ministro do Turismo, Governador de SC, Secretário de Estado de Desenvolvimento Sustentável, representantes da Câmara Federal, Senado e Assembleia Legislativa, prefeitos, empresários, associações e entidades civis.
A publicação estará disponível no site do Observatório na quarta-feira (30).

Turismo em Movimento

Com uma rica combinação de atributos culturais e naturais, diversidade de paisagens e roteiros que vão da serra ao mar, o turismo catarinense responde por 12,5% do PIB e emprega cerca de 122 mil pessoas, porém, o potencial do setor e a vocação turística de cada região podem ser ainda melhor exploradas.

A série de encontros realizados em outubro e novembro de 2018 reuniu quase 600 participantes, entre representantes do poder público, iniciativa privada e trade turístico, para estabelecer uma rede de colaboração em todo o estado e a partir disso definir ações estratégicas e prioridades para cada região.